sexta-feira, 10 de maio de 2013

Conhecendo a natureza de Cristo




Nestes últimos meses estudamos sobre a natureza humana, vimos que Deus criou o homem para relacionar-se com ele, a sua imagem e semelhança os criou. O ser humano foi criado na suma dependência de amar a Deus de forma absoluta e de confiar na sua Palavra de forma absoluta. O homem não foi capaz de cumprir a ordem de Deus, declarando sua autonomia quando comeu do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, e por conseqüência do pecado o homem caiu num estado de miséria, mas, por iniciativa livre de Deus, ele começou a atuar em favor da redenção do homem e providenciou um salvador para a humanidade.
Que bela notícia nos é revelada em sua palavra. JESUS é o mediador da “nova aliança” (Hebreus 9: 15 e 12:24). Agora podemos voltar a ter um relacionamento com o nosso criador! Podemos servir a esse Deus com alegria, e ser chamados de amigos de Deus (João 15:15).
O homem renascido possui uma nova natureza, que é uma experiência chamada de “nascimento espiritual”. “Todo aquele que Crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido” (1 João 5:1).
“E, assim como trouxemos a imagem do que é terreno, devemos trazer, também a imagem do celestial” (1 Co 15:49). Vimos em Romanos 5:12  que quando Adão caiu em pecado, toda a humanidade caiu com ele. “Por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”. Você sabia que nasceu com o pecado original? (Sl 51:5) Você sabia que mesmo os bebês nascem com ele? Isso mesmo, a única cura para essa “doença horrível” é obra de Jesus Cristo, e essa é a razão da bíblia nos chamar a crer nele, e SOMENTE NELE, para a salvação.
A conversão a Jesus Cristo faz surgir uma nova natureza em nossas vidas. A natureza de Cristo, implantada no homem convertido, enfrenta a oposição da natureza adâmica, pois essa natureza terrena sempre irá lutar para permanecer com seu espaço e domínio. As duas naturezas estarão presentes no homem interior até o túmulo. Note que não houve transformação de uma natureza para outra no momento da conversão. Por isso, mesmo que renascidos em Cristo, enfrentaremos problemas e ainda sim podemos sofrer. Porém, teremos o Espírito Santo em nossas vidas que Cristo enviou para nos consolar e nos lembrar de tudo aquilo que ele nos ensina em sua palavra, direcionando nossas vidas na sua verdade (João 15:26 e 16:13).
“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências” (Gálatas 5:22-24). Não importam quais sejam as suas falhas e os seus defeitos, o Espírito Santo pode te auxiliar em todas as suas deficiências e pontos fracos, desde que você viva e caminhe nele (Gl 5:25). Estes frutos representam aquilo que Deus deseja de melhor para a sua vida! No próximo mês daremos continuidade neste assunto. Não perca, e até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedir perdão em vez de pedir desculpas

Pedir desculpas é bíblico? Não! Pedir desculpas não resolve completamente a ofensa, pois duas pessoas podem sair de uma conversa sem sab...