sábado, 9 de janeiro de 2016

Os prejuízos causados pela pornografia em nossos lares



Hoje em dia os desafios para um homem se manter santo e honrar a Deus com sua mente e o seu corpo torna-se cada vez mais difícil. Nossos filhos estão crescendo em uma cultura pornificada. A sexualidade de toda uma geração de crianças está sendo formada não pelo diálogo com os pais, não pela leitura da Bíblia e de outros livros que tratam deste assunto, mas por profissionais da pornografia. Eles estão crescendo e aprendendo a olhar para uma garota e futuras esposas com o mesmo olhar de um pornógrafo.
Os adolescentes de hoje não são diferentes dos adolescentes da década de 1990 (quando eu estava crescendo). Naquela época se quiséssemos ver pornografia tínhamos que agir em conjunto com nossos amigos para adquirir uma revista, pois faltava coragem. Mesmo ter sido criado em um lar cristão, eu, meu irmão e nossos amigos sempre tivemos acesso a pornografia, só que escondido de nossos pais. Hoje o cara só precisa ligar o computador e com dois ou três cliques terá acesso ilimitado a uma quantidade ilimitada de pornografia.
Existe uma geração de homens que está se afogando em um poço de pornografia, formando assim um novo conjunto de expectativas do que querem das mulheres. Eles querem que as mulheres se subvertam, agindo como estrelas pornô.
O objetivo deste artigo é ajudar você que se tornou um viciado em pornografia a se preparar para uma desintoxicação sexual. Quando alguém é envenenado ou exposta a muita radiação, o corpo precisa de ajuda. Assim como nos casos do vício das drogas ou do álcool entendemos que algo entrou na pessoa e precisa ser eliminado, pois se permanecer em seu organismo ou aumentar a quantidade ela poderá ficar mais doente, podendo até morrer. “A desintoxicação é uma volta à normalidade, um retorno a saúde. É a reversão de um processo de corrupção e poluição, e o levará de volta para o lugar onde deveria estar” (Desintoxicação Sexual – Tim Challies).
Precisamos compreender que a pornografia corrompe nossos pensamentos, enfraquece nossa consciência deformando o senso de certo e errado, distorcendo quase que completamente a compreensão sobre a sexualidade. Seja você solteiro ou casado, um homem precisa se preparar para tornar-se um marido puro, amoroso, atencioso e sacrificial (Ef 5:25-31). Precisa compreender que a pornografia é um monstro camuflado e precisa começar a odiar este pecado antes mesmo de ser liberto dele.
A verdade é que a pornografia é zombadora, porque zomba da intenção de Deus para o sexo. Deus diz que o propósito do sexo é construir unidade entre marido e mulher (Mt 19:5,6), a pornografia diz que você pode se satisfazer com qualquer parceiro, atém mesmo sem contato íntimo, corpo a corpo. A pornografia é violenta e degradativa.  Ela ensina que o sexo não se trata de amor mútuo, de cuidado e de comprometimento, vive além das regras da ética e da moral. O pecado é gradativo. “O inferno e o abismo nunca se fartam, e os olhos do homem nunca se satisfazem” (Pv 27:20). Muitas coisas que no início eram excitantes agora parecem não ser. O pecado é assim, sempre vai exigir mais de você.
Você que é casado precisa saber que não pode ser um marido amoroso, um esposo eficaz ou um homem santificado enquanto sua mente estiver cheia das mentiras da pornografia. A desintoxicação acontece em duas etapas: o processo de santificação acontece quando nos despimos do velho homem e nos revestimos do novo (Cl 3:5-17).
Sempre encontramos passagens na Bíblia que demonstram o amor de Deus e o seu cuidado especial para com o seu povo através de ilustrações que dizem sobre as novas vestes, pois na Bíblia vemos Cristo como noivo e sua igreja a noiva que se prepara para encontra-lo com vestes de justiça (Ap 19:7,8; Zc 3; Ez 16:9-13; Is 61:1-3). Na parábola do filho pródigo a primeira coisa que o Pai fez depois de abraçar e beijar seu filho que voltou arrependido foi mandar trazer a melhor roupa para vesti-lo (Lc 15:22). Quando nos tornamos filhos de Deus devemos andar em todo tempo vestidos a caráter, isto é, andando com integridade moral. No próximo estudo veremos que quem se casa pensando que seus problemas de vícios serão resolvidos está totalmente equivocado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedir perdão em vez de pedir desculpas

Pedir desculpas é bíblico? Não! Pedir desculpas não resolve completamente a ofensa, pois duas pessoas podem sair de uma conversa sem sab...