quinta-feira, 7 de julho de 2016

A obra da Criação Parte III



Por que Deus criou o mundo? O que motivou o Deus Triúno a criá-lo? Deus criou, se revelou e se fez conhecido porque foi seu desejo fazer assim. O pecado não esteve presente quando Deus criou o mundo, Ele não foi motivado pela graça para criar e se revelar. Deus fez aquilo que ele poderia amar, como de fato amou (Jo 3:16). Deus movido por bondade e amor, também foi motivado a relacionar-se com os outros, Deus queria comunhão, um relacionamento íntimo, bom e amoroso. “Quando Deus criou e se revelou, Ele entrou em comunhão e exerceu senhorio porque quis, e porque também desejava ser adorado e servido” (Van Groningen - Criação e Consumação Vol. 1). Deus foi motivado a criar e a se revelar para que aspectos do seu ser e caráter pudessem ser apreendidos e ele fosse adorado (Sl 90:17; 96:6,9). O desejo de Deus é que seu nome seja glorificado (Jo 17:1,5; Ef 1:12; Is 43:7).
1º Dia: “A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. Disse Deus: haja luz. E houve luz. Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz dia, e às trevas noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro” (Gn 1:2-5).  
Essa luz no ponto de vista da física é radiação eletromagnética. A radiação infravermelha como o calor, foram criadas no primeiro dia. Portanto, havia calor em forma de radiação eletromagnética. O que explica a existência de água líquida (Adauto Lourenço – Gênesis 1&2)
2º Dia: “E disse Deus: haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. Fez, pois, Deus o firmamento, e separou as águas que estavam debaixo do firmamento das que estavam por cima do firmamento. E assim foi. Chamou Deus ao firmamento céu. E foi a tarde e a manhã, o dia segundo” (Gn 1:6-8).  
O que Deus faz no segundo dia é a separação das águas. Ela já existia no primeiro dia.  O que foi criado (‘asah) no segundo dia foi o firmamento. Este verbo indica que o firmamento foi criado de algo que já existia. “Conheço um homem em Cristo que há catorze anos, foi arrebatado ao terceiro céu. Se foi no corpo ou fora do corpo, não sei; Deus o sabe” (2 Co 12:2). O primeiro céu é o das criaturas que voam (Gn 1:20). O segundo céu é onde encontramos os corpos celestes, como o sol, a Lua e as estrelas. Esse céu é o que chamamos de espaço sideral. O terceiro céu é o que as Escrituras chamam de “Pararaíso”. Somente aqueles que morrem em Cristo vão para este lugar.
3º Dia: “E disse Deus: Ajuntem-se num só lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça o elemento seco. E assim foi. Chamou Deus ao elemento seco terra, e ao ajuntamento das águas mares. E viu Deus que isso era bom. E disse Deus: Produza a terra relva, ervas que dêem semente, e árvores frutíferas que, segundo as suas espécies, dêem fruto que tenha em si a sua semente, sobre a terra. E assim foi. A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo as suas espécies, e árvores que davam fruto que tinha em si a sua semente, segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom. E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro” (Gn 1:9-13).  
Deus ordena que as águas se ajuntem num só lugar e que a porção seca apareça. Agora o planeta Terra tem uma atmosfera, uma única porção seca (Pangeia) e um único oceano (Pantalassa). Deus não fez todas as plantas de uma única espécie. Ele cria muitas plantas segundo as suas espécies. Nenhuma planta havia sinais de imperfeição ou inutilidade, isso só aconteceu depois da queda do homem (Hb 6:8). A partir daí a terra passou a produzir espinhos e ervas daninhas e outras mais. O homem se alimentava de toda a planta que produzia semente e toda árvore que dava frutos com semente (Gn 1:29). Depois da queda ele passou a se alimentar também das plantas do campo. Se as plantas precisam de luz para o processo de fotossíntese, como seria possível sua existência, sendo que o sol somente foi criado no quarto dia? Téofilo, bispo de Antioquia (181 A.D) disse que “plantas e sementes foram criadas antes das estrelas para que Deus não seja colocado de lado pelos filósofos, o que veio depois não pode ser causa daquilo que veio antes”. 
Tudo o que Deus criou é mantido por ele (At 17:28). Nada foi criado para existir sem ele. No entanto a luz já havia sido criada no primeiro dia. Os corpos celestes não. Agora tudo está preparado para que haja vida no planeta. Faltam ainda três dias, até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

À procura da Felicidade

Em 2006 um filme estrelado por Will Smith retratou a história real da vida de Chris Gardner, um empresário norte-americado, investidor...