sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Nossas deficiências e fraquezas: podemos ser bons naquilo que mais falhamos?


Nós cristãos sempre seremos tentados em nossas fraquezas, até porque nosso inimigo conhece bem nossos pontos fracos (Tg 1:17). A boa notícia é que Deus pode nos providenciar um escape (1 Co 10:13), e podemos ser bons naquilo que mais falhamos ontem e hoje (2 Co 12:10).

John Knox, o grande pregador da justificação pela fé, quando estava morrendo, foi tentado a gloriar-se em sua própria coragem por Cristo, mas lutou contra esse mau pensamento e o superou (tentação da autojustiça).

Muitos devem se lembrar do piloto Ayrton Senna, muito famoso por ser campeão em pistas molhadas; muitos dizem que ele gostava de correr na chuva, o que não é verdade. Ele detestava correr em pistas muito molhadas. O fato é que em sua juventude, depois de uma péssima prova em uma pista molhada, ele passou a treinar muito quando chovia em São Paulo, e acabou se tornando um grande campeão em pistas molhadas.

Você acha que, quando um homem é muito paciente, ele não é tentado à impaciência? Irmão, o Espírito de Deus diz em Tiago: “Ouvistes sobre a paciência de Jó” (5:11). Sugiro a você esta pergunta: “Você não ouviu falar da impaciência de Jó?”. Você já ouviu falar, sem dúvida da grande fé de Pedro. Nunca ouviu falar da incredulidade de Pedro? Você deve ter ouvido falar da fé e coragem de Gideão, mas no início de seu chamado ele mesmo não sabia do seu grande potencial, pois tinha medo e era um incrédulo. Gideão começou sua carreira como um covarde (Jz 6:27), mas no final foi um grande conquistador e libertador de Israel.

Os membros do povo de Deus costumam falhar precisamente naquilo em que são mais famosos, e, no que diz respeito às biografias bíblicas, o homem que tem maior notoriedade por toda a obra do Espírito de Deus em sua vida geralmente é o que falhou exatamente onde pensava ser mais forte. “Já li sobre a vida de homens bons”, você diz, “e não sou como eles”. Devo dizer por quê? Porque a vida deles não foi inteiramente escrita; mas, quando o Espírito Santo escreve sobre a vida de um homem, ele diz tudo (Charles Spurgeon – Conforto aos que são alvo de tentação).

Não precisamos gostar de “correr” em circunstâncias adversas (Pv 22:24,25), mas podemos ser bons corredores de pistas molhadas, ou seja, sermos bons naquilo que mais falhamos, e nos alegrarmos quando a pista estiver molhada, pois a nossa força não está em nós mesmos, mas em reconhecermos nossas fraquezas para que com o auxílio do Senhor possamos suportar as adversidades, provações e tentações com perseverança e paciência com alegria, no silêncio e na confiança (Colossenses 1:11; Isaías 30:15), podemos ser aperfeiçoados em nossas fraquezas pelo poder de Deus (2 Co 12:9).

Se hoje você é uma pessoa que facilmente se ira, você pode, em Cristo, se tornar um pacificador; assim como um covarde, pode se tornar um corajoso e um incrédulo pode se tornar um crente, e etc.

“Diz o Soberano Senhor, o Santo de Israel: "No arrependimento e no descanso está a salvação de vocês, na quietude e na confiança está o seu vigor...”
(Isaías 30:15)

“...vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus e sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria”
(Colossenses 1:10,11)

“Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte”
(2 Coríntios 12:10)

“Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? O Senhor é o Deus eterno, o Criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto, sua sabedoria é insondável. Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam”
(Isaías 40:28-31)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A instituição responsável pela educação é a família e não o Estado

As crianças e adolescentes de nosso país estão sofrendo violações de direitos fundamentais inerentes à sua faixa etária. E uma das mais r...