quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

A carta dolorosa e o Arrependimento para Salvação - 2 Co 7:5-10



Paulo durante sua terceira viagem missionária escreve da Macedônia a segunda epístola aos Coríntios, no capítulo 7:5-10 ele nos relata a alegria e a satisfação de ter encontrado com Tito na Macedônia para saber sobre a “carta dolorosa” (carta perdida) que ele mesmo, Paulo, havia enviado através de Tito para igreja de Corinto com a finalidade de alertar e disciplinar uma pessoa que estava levantando oposição a sua liderança, e também desafiando sua autoridade e integridade (2 Co 10-13). Paulo já havia feito uma “visita dolorosa” a igreja de Corinto (2 Co 2:1), uma visita em tristeza, na qual não conseguiu êxito algum, pois não mudaram de comportamento. Porém, esta carta (perdida) trouxe quebrantamento ao coração das pessoas da igreja, trouxe uma tristeza que veio da parte de Deus para que elas se arrependessem e voltassem a conduta reta. Existem muitos ensinamentos heréticos no meio cristão que afirmam que a tristeza é coisa do diabo, e que uma pessoa não pode ficar triste porque o diabo não merece sua tristeza. É exatamente o contrário o que Paulo nos mostra.
Paulo diz que esta carta trouxe contrição, ou seja, ficaram contristados para o arrependimento.  A palavra contrição significa sentir uma dor profunda por ter cometido um pecado significando um arrependimento sincero. Diferente de atrição, que quer dizer arrependimento motivado pelo medo a punição, apenas um remorso passageiro, como no exemplo de Esaú quando chorou ao seu pai por ter perdido a benção de sua primogenitura após ter vendido o direito ao seu irmão Jacó (Gn 27:38, Hb 12:17), Esaú logo em seguida planejou matar seu irmão.
Observe neste pequeno trecho a ênfase que quero dar nas seguintes palavras: abatidos, consolou, contristados, arrependimento, tristeza e salvação. Iremos estudar alguns pontos importantes para nossas vidas e que tem sido a causa do enfraquecimento da igreja atual e desde antiguidade.

1- DEUS OLHA PARA O CORAÇÃO CONTRITO
Martinho Lutero fixou na porta da capela de Wittemberg as 95 teses que gostaria de discutir com os teólogos católicos sobre penitencia, indulgências e salvação pela fé. Na primeira tese ele declarou: “Dizendo nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo: Arrependei-vos...., certamente quer que toda a vida dos seus crentes na terra seja contínuo arrependimento”. Em Apocalipse vemos que das sete igrejas da Ásia menor cinco igrejas foram chamadas a se arrependerem, interessante observar que duas igrejas Esmirna e Filadélfia possuíam algo em comum, a fraqueza e a pobreza, exatamente estas duas não sofreram nenhuma crítica do Cristo glorificado. Devemos tomar cuidado quando nos julgamos fortes e independentes, é neste momento que declaramos autonomia a Deus. Vemos que este era o objetivo de Paulo para com os cristãos de corinto, que se arrependessem, deixassem de lado o orgulho e voltassem a viver como ele, sendo seus imitadores (I Co 4:14-21). Paulo os admoestava como um pai que ama seus filhos. “Que preferis? Irei a vós outros com vara ou com amor e espírito de mansidão?” (I Co 4:21).

“Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos”. (Is 57:15)
“Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas vieram a existir, diz o SENHOR, mas o homem para quem olharei é este: o aflito e abatido de espírito e que treme da minha palavra”. (Is 66:2)
“Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus”. (Sl 51:17)

 2 - A IMORALIDADE DA IGREJA E O CASAMENTO MISTO
Paulo queria alertar a igreja de corinto sobre a imoralidade existente ali. Paulo alertou os coríntios sobre dois problemas: a ligação das pessoas da igreja com membros impuros, (um rapaz se envolvendo com sua madrasta) ele escreveu uma primeira carta perdida citada em 1 Co 5:9 que ordenava que os cristãos se separassem de crentes profanos, os membros professos que viviam na imoralidade, o outro problema encontrado ali era sobre o jugo desigual,  a igreja estava tendo comunhão com os incrédulos. Ex: Casamentos mistos (2 Co 6:14-18).
Podemos classificar a igreja como:
Igreja Visível: São todos os membro professos que pertencem a uma igreja, são batizados e reconhecidos como membros.
Igreja Invisível: São todos os verdadeiros cristãos dentro da igreja visível que constituem a igreja invisível.
Conversão não tem nada a ver como participar de um grupo religioso ou uma igreja, conversão tem a ver com o nosso coração.
A igreja tem se enfraquecido muito devido ao grande número de casamentos mistos.

“Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar” (Lc 17:26-30).

Nesta passagem vemos que todos estavam concentrados nas questões desta vida, ou seja, comiam, bebiam, vendiam, compravam e casavam. Mas o que tem de errado no casamento se o mesmo foi instituído por Deus? Vemos em Gênesis 6:1,2, no dias de Noé, que a corrupção do homem se multiplicou devido eles terem tomados para si mulheres da terra e se casado com elas. Nos dias de Ló a mesma coisa, porém, os homens eram sodomitas, ou seja, surgiram os casamentos homossexuais. Olhando para o nosso tempo hoje percebemos que o mesmo tem acontecido em nossos dias, quantos países tem legalizado o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo? E quantos casamentos mistos estão sendo realizados dentro da própria igreja? Nos dias de Noé Deus destruiu a terra com água, e nos dias de Ló com fogo do céu sobre Sodoma. Hoje é o tempo da oportunidade, de arrependimento para salvação, é o que veremos no próximo ponto.

3 - O TEMPO OPORTUNO: O DIA DA SALVAÇÃO - (2 Co 6:1,2)

“E nós, na qualidade de cooperadores com ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus (porque ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação)”; (2 Co 6:1,2)

“Diz ainda o SENHOR: No tempo aceitável, eu te ouvi e te socorri no dia da salvação; guardar-te-ei e te farei mediador da aliança do povo, para restaurares a terra e lhe repartires as herdades assoladas; para dizeres aos presos: Saí, e aos que estão em trevas: Aparecei. Eles pastarão nos caminhos e em todos os altos desnudos terão o seu pasto” (Is 49:8-9).

É muito triste ver pessoas, membros professos que estão andando fora da vontade de Deus, tomando decisões erradas e transparecendo uma alegria que não existe. Vivem pela aparência, não querem escutar a verdade, que é a Palavra de Deus, e seguirem seus conselhos. Viver para Deus não é um peso, viver para Deus neste mundo envolve sim muitas lutas porque temos um adversário que quer a todo custo envergonhar e profanar o nome Cristo aos povos. 
Hoje é, verdadeiramente, o dia da salvação. Não sabemos o que poderá acontecer conosco daqui alguns minutos. Tempos a oportunidade concedida pelo próprio Deus de nos arrependermos e vivermos uma vida de obediência a Ele. Agora é hora de olharmos para o céu, para Deus e dizer a Ele: “Converte-me, e serei convertido, porque tu és o Senhor meu Deus” (Jr 31:18b). Amém!

Este estudo nos ensina muitas lições, quero destacar 3 delas:

1) A tristeza segundo Deus produz arrependimento para salvação, Deus disciplina seus filhos devido seu amor por eles. Se você está passando por um momento difícil e doloroso, olhe para o céu ao invés de ficar transparecendo para as pessoas uma alegria que não existe, há um Deus que habita com o coração contrito, abatido, quebrantado e compungido. São para esses que Ele olha para vivificar seus corações.
2) Se você faz parte de uma comunidade cristã e ainda não recebeu a graça salvadora de Cristo em sua vida o momento é este, clame ao Senhor, faça parte da igreja invisível, da verdadeira igreja de Deus. E se você já é um cristão verdadeiro e tem andado errante e rebelde pelos caminhos deste mundo, o arrependimento é para que você volte a ter uma comunhão especial com Deus.
3) Deus está te chamando para sair, para aparecer das trevas para luz. Não receba em vão a graça de Deus. “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento” (Mt 3:8)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedir perdão em vez de pedir desculpas

Pedir desculpas é bíblico? Não! Pedir desculpas não resolve completamente a ofensa, pois duas pessoas podem sair de uma conversa sem sab...